Os pilares da confiança no ambiente de trabalho e como construí-los

Confira qual a base de uma relação profissional ancorada na confiança e veja o que os especialistas indicam para construir relacionamentos na carreira.

São Paulo – A confiança é um dos princípios fundamentais da construção de relacionamentos. Ela, contudo, “não acontece de um dia para o outro, exige o que a pessoa tem de melhor, se desenvolvendo aos poucos. Ela precisa ser conquistada com nossas ações e comportamentos”, explica o consultor e palestrante Eduardo Shinyashiki, presidente da Sociedade Cre Ser Treinamentos.

Assim como na vida pessoal, relacionamentos profissionais também dependem dela para se manterem saudáveis. “Uma relação de confiança no ambiente de trabalho cria espaço para a cooperação, para o comprometimento, a circulação de ideias inovadoras,  a superação das diferenças, aumentando a satisfação no trabalho e a melhora da comunicação”, explica Shinyashiki.

Mas quais são os pilares da relação de confiança no ambiente profissional? É o que EXAME.com foi investigar com dois especialistas, confira o que eles disseram e veja ainda quais os passos para construir um relacionamento baseado na confiança:

  • Honestidade, integridade e coerência
    “Não posso dizer confie em mim, mas por meio destes três aspectos eu estabeleço o vínculo de confiança”, diz Shinyashiki. Para que um indivíduo confie em alguém e se comprometa com ele é preciso acreditar nele. “Perceber que é verdadeiro e coerente nas ações”, diz o especialista.
    De acordo com a coach Thirza Reis, especialista da Homero Reis e Consultores, a relação de confiança no trabalho só pode ser estabelecida em um terreno da sinceridade. “É saber que posso acreditar no que o profissional está falando”, diz.
  • Competência técnica
    Thirza Reis também cita a competência como um dos pilares da confiança no trabalho. “É acreditar que ele tem a competência técnica para fazer o que diz ser capaz de fazer”, explica. Ou seja, o gestor precisa confiar na competência da sua equipe e vice-versa. Por isso sem a competência não há confiança no âmbito profissional.
  • Compaixão e empatia
    De acordo com Shinyashiki, a compaixão e a empatia – que é a capacidade de se colocar no lugar da outra pessoa – formam a “base espiritual” para que se estabeleça uma relação de confiança no trabalho.
    “Alguns líderes não se colocam no lugar do funcionário. Pouco importa para ele se o filho do funcionário está mal de saúde, se o casamento dele está arruinado. O que importa é o resultado”, lembra o especialista. E um comportamento assim vai minando a relação de confiança. “Nenhum resultado que se constrói à custa do sofrimento de alguém é duradouro”, diz.

Blog

4 thoughts on “Os pilares da confiança no ambiente de trabalho e como construí-los

  1. Gabriel on Reply

    É de fundamental importância que os aspectos apontados no texto sejam trabalhados com verdadeira intenção. Um ambiente de trabalho agradável e uma gerência comprometida com seus colaboradores formam um ótimo clima organizacional, além de uma maior produtividade por parte de suas áreas integrantes e interdependentes.

  2. Fernanda on Reply

    Quando penso em ambiente de trabalho me vem à cabeça a palavra espontaneidade. Penso que a confiança se origina muito no fato de eu poder ser eu mesma sem ser julgada por isso. Por si só o mercado de trabalho já é muito complicado para mulheres, me preocupa o fato de vivermos em uma sociedade extremamente machista que muitas vezes não respeita a colocação da mulher no ambiente laboral. Em minha opinião o respeito é a base para a solução deste grande e complexo problema.

  3. Ronaldo de Mello on Reply

    Simplesmente, o texto é muito bom e completo, infelizmente o mercado de trabalho no Brasil, se tornou um mercado falso e sem alma, sinceramente, não conhecia este empresa, mas, vejo que ela está no caminho certo!
    Meus parabéns, e quem sabe, um dia eu poderei participar dessa ideia!

  4. William on Reply

    Aprendi muito lendo os textos, visitando o site, (diga-se, muito bom, objetivo, acolhedor), ao mesmo tempo, propositivo, resoluto, direcionador para soluções de duvidas, num universo tão complexo.
    Parabéns á empresa, que, através dos processos, respeitando todos os integrantes, consegue resumir, e tornar compreensível sua filosofia!

Deixe uma resposta